Tribunal de Contas dá 48h para Artesp se pronunciar a respeito do Pedágio em Mogi

O TCESP ( Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) determinou hoje (21), que a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) tem 48h para se pronunciar sobre a instalação dos pedágios nas Rodovias Mogi-Bertioga e Mogi-Dutra, em Mogi das Cruzes.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

“Queremos explicações”, afirma o prefeito Caio Cunha

Por Giovanna Figueiredo / Foto: Bruno Arib

O TCESP ( Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) determinou hoje (21), que a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) tem 48h para se pronunciar sobre a instalação dos pedágios nas Rodovias Mogi-Bertioga e Mogi-Dutra, em Mogi das Cruzes.

O prefeito de Mogi, Caio Cunha (PODE), levou a questão a justiça, pois diversos problemas foram identificamos no edital que abriu a concorrência para concessão das rodovias e a criação das praças de pedágio.

“Entendemos que o projeto é completamente inconstitucional, pois visa interferir na estrutura da cidade, sem o nosso consentimento. A Artesp tenta nos vender esse projeto como algo benéfico para a cidade, mas a realidade é que essa é apenas uma forma de obter lucro às custas dos mogianos e transformar Mogi em um atalho para chegar à praia. Nossos esforços estão mostrando resultados e não vamos recuar agora. Ainda há muito pela frente. Podem anotar: Mogi não vai ter pedágio”, afirmou Caio.

VEJA MAIS

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade