Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Desordem nos horários de saída dos ônibus prejudica a rotina dos passageiros em Suzano

Passageiros estão sendo prejudicados no trabalho, tratamentos médicos e compromissos pessoais por conta dos atrasos
Foto: Divulgação

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Os moradores do bairro Cidade Edson, em Suzano, que precisam pegar o ônibus no terminal inicial, estão sofrendo com a desordem nos horários de saída dos veículos que operam nas linhas 025 e 039 (Suzano – Mogi das Cruzes). Na última semana, a GAZETA recebeu reclamações de usuários que relatam o não cumprimento dos horários informados pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e, com isso, estão sendo prejudicados no trabalho, tratamentos médicos e compromissos pessoais.

A operação dessas linhas é responsabilidade do Consórcio Unileste – ATT (Alto Tietê Transportes), sob gerenciamento e fiscalização da EMTU. Ambas empresas divulgam em seus canais de comunicação oficial os horários de saída dos ônibus e reforçam o compromisso de oferecer uma melhor experiência em mobilidade humana aos passageiros.

Entretanto, de acordo com a passageira Aparecida de Carvalho, 72 anos, que utiliza o ônibus da linha 025 com frequência para ir à fisioterapia, isso não acontece. Ela conta que, devido a esse não cumprimento, já chegou atrasada às consultas por inúmeros dias, sob o risco de perder o tratamento.

“No site eles informam que o horário de saída é às 13h10, porém, eu chego lá e tenho que ficar esperando muito tempo até o ônibus sair, mesmo com ele já parado lá. Quando eu pergunto à fiscal ou o motorista sobre esse atraso, sempre me respondem um horário de saída diferente a cada dia e com muita grosseria. Não dá para se organizar, temos que chegar lá, sentar e esperar”, disse ela.

Diante de reclamações como essa, nossa equipe de reportagem acompanhou durante uma semana o movimento no terminal e constatou os atrasos constantes. Nesse período, os horários de saídas dos ônibus foram diferentes dos divulgados nos canais de comunicação das empresas, com atrasos superiores a 20 minutos e com a fiscal informando a cada dia um horário de saída diferente, que também foram sequer cumpridos.

O que dizem os envolvidos? 

Questionada pela GAZETA, a EMTU afirmou que ambas as linhas foram fiscalizadas no dia 13 de junho, sendo constatada, de fato, irregularidade no cumprimento de viagem na linha 025. Na ocasião, o Consórcio responsável pelo atendimento foi autuado visando a imediata adoção de procedimentos para garantir a oferta de acordo com o planejado.

O Consórcio Unileste também enviou nota:

“Comunicamos que a linha 025, operou com maiores intervalos devido ao alto índice de absenteísmo na empresa. Esse absenteísmo ocorre devido ao grande número de motoristas com atestados, causado pelo surto de Dengue. A gestora do sistema (EMTU) é informada diariamente através de ocorrência operacional. No entanto, a empresa está contratando novos funcionários para suprir a demanda e melhor atender aos passageiros. A ATT lamenta os transtornos causados e está à disposição para fornecer mais informações e esclarecimentos. Referente a operação da 039 operamos de acordo a Ordem de Serviço operacional.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade