Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Suspeita de sequestrar Marcelinho Carioca cai de barranco ao tentar fugir da polícia

Mulher, que estava em prisão domiciliar desde janeiro, quebrou duas costelas na queda; ela é suspeita de integrar grupo golpista
Acusada de receber o dinheiro do sequestro de Marcelinho, a mulher foi presa em Igaratá
Acusada de receber o dinheiro do sequestro de Marcelinho, a mulher foi presa em Igaratá - Foto: Reprodução

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Uma das suspeitas de participar do sequestro do ex-jogador de futebol e ex-Secretário de Esportes de Itaquaquecetuba Marcelo Pereira Surcin, o Marcelinho Carioca, foi presa na última sexta-feira (21) na cidade de Igaratá. Eliane Lopes de Amorim estava num local tido pela Polícia Civil como uma “central de golpes” e, ao tentar fugir, caiu de um barranco, quebrando duas costelas.

A mulher estava em prisão domiciliar desde janeiro por ser mãe solo de duas crianças menores de 12 anos. Ela é acusada de ter recebido o dinheiro do sequestro de Marcelinho.

Na casa onde ela estava e a operação ocorreu foram encontrados 12 notebooks, 18 celulares, cinco fones de ouvido, três veículos e um sistema de internet por satélite. Essa estrutura era utilizada como um “quartel general” para aplicação de golpes no país inteiro.

Os computadores do local continham informações sobre diversas vítimas, como roteiros para fazer com que cada uma delas caísse nos golpes.

De acordo com o que noticiou o portal Metrópoles, o DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais) iniciou as investigações após denúncias de vizinhos que estranharam a movimentação na casa. Além de Eliane, foram presos outros 11 suspeitos de envolvimento com o grupo criminoso.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade