Vagner da Costa

Dia 04 de fevereiro de 2021 descansou o Dr. Vagner da Costa. Tive a honra de ser seu estagiário, me formar e iniciar a advocacia em seu escritório em Itaquaquecetuba. Escritório não, em sua casa. Vagner vivia no escritório e intensamente sua missão de advogado.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Por Cedric Darwin / Arte: Giovanna Figueiredo

Dia 04 de fevereiro de 2021 descansou o Dr. Vagner da Costa. Tive a honra de ser seu estagiário, me formar e iniciar a advocacia em seu escritório em Itaquaquecetuba. Escritório não, em sua casa. Vagner vivia no escritório e intensamente sua missão de advogado.

Falar sobre suas causas era uma alegria da qual não se cansava. Militante, todos os dias impecavelmente de terno e gravata sempre disposto a ouvir, atender e patrocinar, principalmente os mais necessitados e menos favorecidos.

Diante de uma injustiça, ao invés de acertar previamente os honorários que lhe seriam devidos, colhia logo a procuração e começava a trabalhar, ansioso em entregar a solução jurídica a quem o procurava. Testemunhei sua generosidade com pessoas humildes, sua disposição, sua atenção e seu tempo para ouvir.

Defensor incansável, não se curvava diante de injustiça, não se intimidava nem esmorecia diante dos desafios e não poupava esforços ou dedicação para assegurar Justiça a quem o contratava. Para ele, não havia causa pequena ou cliente pequeno, havia sempre um grande advogado que não media esforços.

Inconformado, sempre inovou e nunca se acomodou. Sua combatividade o fez notório e o alçou à condição de advogado de advogados, atuando voluntariamente em favor de seus colegas quando atacados em suas prerrogativas profissionais por autoridades estatais.

Em 2004, quando assumiu seu primeiro mandato como Presidente da OAB de Itaquaquecetuba, sua primeira medida foi humanizar e universalizar o acesso à Justiça para a população carente da cidade. Em convênio com a Defensoria Pública, atendeu centenas de milhares de pessoas que, sendo carentes, não podiam pagar pelos serviços da advocacia.

Sua atuação foi tão impactante e reveladora da carência local que a Defensoria Pública, anos depois, instalou uma unidade na cidade. Sua atuação lhe rendeu mais dois mandatos à frente da OAB.

Esse é o Dr. Vagner da Costa que todos conhecem. Eu conheci outro, um ser humano impar, piedoso, generoso, amigo, pai com quem tive o privilégio de conviver por 27 anos.

Itaquaquecetuba perdeu um grande advogado e cidadão que muito contribuiu para cidade. Eu perdi um pai. Gratidão por tudo que fez por mim e pelas suas netas Rebecca e Laura, certamente Deus lhe recompensará. Te amo eternamente.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade