Sob a gestão Caio Cunha, Prefeitura de Mogi leva melhorias para os bairros da região do Jardim Piatã

Ainda era manhã de domingo (23) quando o comerciante Áureo dos Santos Moreira, 48 anos, foi surpreendido pelo barulho de máquinas e movimentação de dezenas de trabalhadores bem em frente ao seu comércio.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Depois de anos de abandono, região recebe serviços de zeladoria e estreia novo parque de iluminação pública

Por Lailson Nascimento / Fotos: Bruno Arib

Ainda era manhã de domingo (23) quando o comerciante Áureo dos Santos Moreira, 48 anos, foi surpreendido pelo barulho de máquinas e movimentação de dezenas de trabalhadores bem em frente ao seu comércio. Estabelecido há 13 anos no início da Avenida Celeste, no Jardim Margarida, em Mogi das Cruzes, ele afirmou à reportagem que a Prefeitura de Mogi das Cruzes não surpreendia os moradores – da forma como ocorreu naquele dia – há tempos. Era o início da mega operação de tapa-buracos levada pela gestão Caio Cunha (PODE) aos bairros conhecidos como ‘Região da Divisa’.

Presente ao início dos serviços, o prefeito explicou que o objetivo é levar zeladoria pública aos bairros que mais necessitam no momento.“A gente está fazendo isso em diversos bairros da cidade e chegou a vez dos bairros da divisa. O interessante e até um pouco assustador é que a gente acabou de ficar sabendo que é a primeira vez que isso acontece aqui nesses bairros. Quem está acompanhando o serviço viu a quantidade de buracos que tinha aqui.”

De fato os moradores estavam ansiosos pelo início da operação tapa-buracos na região.

“A avenida estava bem ruim, porque tem muitos buracos e para a gente andar estava ruim. Nunca chegou a ficar nesse estado”, observou a comerciante Beatriz Oliveira, 29.

Segundo o que explicou o diretor da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos Augusto César Maiolo, o Guto Maiolo, a prefeitura ficou um período de 70 dias sem massa asfáltica, o que adiou o início das atividades. Entretanto, o período foi utilizado para levantamento das condições de pavimentação de toda cidade. Somente os bairros Jardim Margarida, Piatã I e II e Novo Horizonte tinham cerca de 300 buracos até o início da mega operação.

Quem estava receoso agora está satisfeito, como demonstrou Áureo Moreira, que fez questão de fiscalizar o serviço realizado na porta do seu comércio.

“O pessoal estava notando que depois que o novo prefeito entrou, o bairro estava um pouco abandonado. Mas agora vem essa operação, um serviço de primeiro mundo, e fica explicado. Essa operação que eles estão fazendo está de parabéns, um trabalho semelhante ao que é feito em rodovias, por causa da melhor qualidade.”

Segundo a secretária de Serviços Urbanos, Camila Souza, a intenção é justamente que o serviço dure por mais tempo. “Adotamos uma técnica mais efetiva e eficaz para que essa operação de tapa-buracos dure por mais tempo. A gente visualizou essa necessidade e fizemos um mutirão para iniciar esse trabalho. O planejamento é que dure 15 dias [a ação deve ser encerrada no início de junho].”
Caio Cunha garantiu que a durabilidade será maior.

“Estamos fazendo um serviço de qualidade, não é aquele trabalho de só jogar massa, estamos fazendo um tapa-buracos bom e duradouro justamente para contemplar esses bairros que geralmente são esquecidos pela https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistração pública.”

Mega-operação

Segundo a prefeitura, há aproximadamente 25 funcionários destacados para a operação, organizados sob a forma de escala de revezamento e atuando de maneira ininterrupta, conforme programação. Ao todo, há mais de 500 vias mapeadas para receberem os trabalhos. Em algumas, os reparos são pontuais e em menor número, enquanto, em outras, há vários pontos a serem atendidos.

Os serviços resultam de um mapeamento, que subdividiu o município em regiões e também por um trabalho de geolocalização, para identificação dos trechos que necessitam de reparos. A definição dos locais de atuação partiu também de um levantamento de pedidos da população abertos via Ouvidoria, de demandas provenientes da Câmara Municipal e da identificação in loco, feita pelas próprias equipes da Secretaria.

De acordo com o último levantamento, divulgado em meados de maio, 40 vias da cidade foram contempladas com troca da capa asfáltica. O programa, à época, já estava com 34% de conclusão e cumpre o cronograma inicial, tanto o operacional quanto de custos. Ao todo, serão atendidos 34,9 quilômetros de extensão de vias, abrangendo uma área total de 313,5 mil metros quadrados. O investimento da prefeitura especificamente nesses trabalhos é de aproximadamente R$ 24,5 milhões.

Os trabalhos já foram concluídos em vias como Estrada do Pavan, Avenida Engenheiro Miguel Gemma, Rua Júlio Perotti, Avenida Narciso Yague Guimarães, Avenidas Ricieri José Marcatto e Francisco Rodrigues Filho. Também já são alvo de melhorias a Avenida Francisco Ferreira Lopes, Avenida General Osório, rua José Bonifácio, Avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco, Rua Major Arouche de Toledo, Tenente Alcides Machado e rua Luiz da Silva Pires.

Outras ações

Além da operação tapa-buracos, a região da divisa também recebeu serviços de capinação e foi escolhida para ter início à modernização do parque de iluminação pública.

“A gente vai implantar novas luminárias de led, então o bairro vai ficar mais iluminado e vai ser um dos primeiros bairros aqui da cidade que vão ter 100% de iluminação de led. É um investimento feito na periferia, geralmente esse tipo de investimento é feito em lugares que são mais visíveis, e a gente está começando a fazer pelo contrário: aonde as pessoas tem precisado mais”, arrematou o prefeito.

VEJA MAIS

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade