Servidores poaenses estão em pé de guerra com a família que administra o município

Já devastada pela pandemia e que na última quarta-feira (7) registrava 230 mortes por Covid-19, Poá viu nesse mesmo dia os servidores públicos municipais saírem em carreata, furiosos com a ideia da administração municipal de querer retirar o vale-refeição da categoria, que tem o valor de R$ 400,00.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Marido de vereadora filha da prefeita, casada com ex-prefeito, riu de servidores

Por Aristides Barros / Foto: Divulgação

Já devastada pela pandemia e que na última quarta-feira (7) registrava 230 mortes por Covid-19, Poá viu nesse mesmo dia os servidores públicos municipais saírem em carreata, furiosos com a ideia da https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistração municipal de querer retirar o vale-refeição da categoria, que tem o valor de R$ 400,00.

A revolta do funcionalismo é porque ao invés da prefeitura cortar o número de funcionários comissionados, cujos altos salários pesam na “folha”, teria optado por conter gastos cortando o benefício da categoria, que apesar do valor baixo ajuda nas despesas dos servidores municipais. Informações extraoficiais dão conta de que a prefeitura poaense teria em seu quadro funcional aproximadamente 100 funcionários comissionados.

Já no tocante à carreata, depois de percorrer as ruas da área central os manifestantes foram protestar contra a medida https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistrativa nas proximidades da casa da prefeita Marcia Teixeira Bin de Sousa (PSDB), a Marcia Bin Esposa do Testinha.

Em frente à residência da prefeita, os manifestantes já com ‘os nervos à flor da pele’ tiveram a tensão aumentada pela chegada de Marcio Borzani, o Marcio Bossal. Com um celular à mão, ele passou a “filmar” o ato, estampando um sorriso quando se dirigia aos servidores municipais.

A ação de Bossal triplicou a revolta do funcionalismo contra a “https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistração familiar”. Isso porque ele, que é secretário de Administração e Governo, também é marido da vereadora Patrícia Bin (PSDB), que é filha da prefeita, que por sua vez é esposa do ex-prefeito Francisco Pereira de Sousa, o Testinha.

Numa só “tacada” o sentimento de revolta explodiu contra o “clã Testinha” por conta da situação complicada do município, assolado por um descontrole https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistrativo agravado pela falta de iniciativas visando aplacar o drama que abate a cidade flagelada pelas contínuas mortes decorrentes do coronavírus. Em menos de 100 dias do governo, Poá vive o caos.

Cassação

Por conta de contratações emergenciais, já tem na Câmara de Poá um processo que inclui o pedido de abertura de CEI (Comissão Especial de Inquérito) e a cassação de mandato da prefeita.
A reportagem contatou a Prefeitura de Poá para saber a versão da https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistração acerca das reivindicações do funcionalismo municipal da cidade. A prefeitura não se manifestou.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade