Secretaria de Saúde de Mogi das Cruzes promove atualização sobre atendimento à dengue

Alguns indivíduos podem contrair dengue assintomática ou com quadro leve
O registro de casos da doença causada pelo mosquito Aedes aegypti está em alta em todo o país / Foto: Divulgação

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

A Secretaria Municipal de Saúde promoveu, nesta quarta-feira (07), uma atualização e treinamento de manejo sobre dengue para profissionais da Atenção Primária sobre dengue, no auditório do CIAS, no bairro do Rodeio. O principal objetivo é manter os profissionais atualizados sobre o tema e preparados para os atendimentos necessários. O registro de casos da doença causada pelo mosquito Aedes aegypti está em alta em todo o país.

Nos encontros, realizados nos períodos da manhã e tarde, foram reiterados os protocolos de atendimento à dengue e também outras doenças transmitidas pelo vetor, como chikungunya e zika. “São informações fundamentais para atualização dos nossos profissionais diante do atual cenário”, explica o coordenador médico do Departamento de Rede Básica, Caio Sakamoto Camargo.

Alguns indivíduos podem contrair dengue assintomática ou com quadro leve. Mas é preciso ficar atento se a pessoa tiver febre alta (39ºC a 40ºC) de início repentino, acompanhada por pelo menos outros dois sintomas: dor de cabeça intensa; dor atrás dos olhos; dores musculares e articulares; náusea e vômito; manchas vermelhas no corpo. 

Nestes casos, a orientação é procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados. Em Mogi das Cruzes, as unidades públicas de Pronto Atendimento são as UPAs Rodeio, Oropó e Jundiapeba e o PA 24 horas Jardim Universo. Crianças de até 12 anos completos também podem ser atendidas no Vagalume e Hospital Municipal de Braz Cubas. 

A maioria das pessoas tem a forma clássica da doença. Uma pequena porcentagem é que tem a forma grave, que pode levar à dengue hemorrágica. Após o período inicial da febre entre o 3º e 7º dia é necessário muita atenção com os sinais de alarme, como dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes e hemorragias.

Em casos suspeitos de dengue, não é recomendado uso de medicações sem prescrição médica.

Fique atento aos sintomas:

– Febre alta (39° a 40°) de início abrupto

– Dor de cabeça

– Dor muscular

– Prostração

– Dor articular

– Dor abdominal

– Dor atrás dos olhos

– Náuseas e vômitos

– Exantema (manchas vermelhas no corpo) ou petéquias 

Mantenha os cuidados de prevenção ao mosquito:

– Verifique sua residência e ambientes próximos com frequência para identificar e eliminar possíveis criadouros de mosquitos.

– Mantenha quintais limpos, realizando a limpeza regular de terrenos baldios e eliminando todo tipo de lixo que possa acumular água.

– Realize o descarte adequado de lixo, pois garrafas, latas, tampas plásticas, embalagens e outros objetos descartados de forma incorreta podem se tornar criadouros do mosquito.

– Elimine qualquer recipiente que possa acumular água parada, pneus velhos, vasos de plantas, ralos, e até mesmo, lixos jogados como, copos plásticos, latas, tampa de garrafa, embalagens e outros locais que possam se tornar propícios à reprodução dos mosquitos.

– Mantenha caixas d’água vedadas e limpas.

– Realize limpeza regular de piscinas

– Utilize telas em janelas e portas para impedir a entrada dos mosquitos.

– Utilize repelentes, mesmo em baixo da roupa, e prefira utilizar calças e blusas de manga longa. 

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade