Salesópolis, terra de encantos mil, completa 183 anos de fundação e 164 de emancipação

Salesópolis comemora, no dia 28 de fevereiro, 183 anos de fundação e, no dia 24 de março, o município chega à marca de 164 anos de emancipação político-administrativa. Para comemorar a data, a GAZETA preparou uma série de reportagens sobre a cidade.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Cidade onde nasce o Rio Tietê é também um lugar de muitas belezas naturais e de um povo de fé

Por Giovanna Figueiredo / Foto: Mingo – Divulgação

Salesópolis comemora, no dia 28 de fevereiro, 183 anos de fundação e, no dia 24 de março, o município chega à marca de 164 anos de emancipação político-https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistrativa. Para comemorar a data, a GAZETA preparou uma série de reportagens sobre a cidade.

“A terra de encantos mil”, descrita pelo Maestro Sebastião de Melo Faria, no Hino da cidade, tem como carro chefe da sua economia o turismo e as plantações de eucaliptos.

Na cidade nasce o Rio Tietê, que dá nome à região, mas além desse, o município possui uma série de pontos turísticos, como o Parque do Pinheiro – lugar cheio de belezas naturais, onde é possível também pular de asa-delta, o Casarão do Café, o Museu da Energia e muitos outros.

O prefeito Vanderlon Gomes (PL) afirma que nesse tempo de pandemia vê o turismo como um caminho para a retomada econômica.

“Lá no alto da colina, vossa Igreja resplandece, majestosa, encantadora, elogios ela merece…”. Como diz o maestro, a Igreja de São José do Paraitinga foi elevada, no ano passado, a santuário estadual, movimentando o turismo religioso no município e reafirmando a importância da fé para a população salesopolense.

Protegida pela Lei dos Mananciais, seu “clima é mais saudável, vossa mata tem mais flores, linda terra dos encantos…”. Encantado fica quem tem a oportunidade de visitar o munícipio, pois “para todos os visitantes, a cidade causa grande sensação.” Sua gente, como diz o poeta, é um povo “progressista, denodado e hospitaleiro.”

O hino de uma cidade contém as histórias e as crenças de seu povo, por isso, para essa homenagem à cidade, a GAZETA usou trechos da letra escrita pelo Maestro Sebastião. Para finalizar, o jornal deixa mais algumas palavras dele:

“Salve minha Salesópolis! E São José o vosso padroeiro”.

Feliz aniversário, Salesópolis!

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade