Procon de Itaquá exige fim de aglomerações de clientes no interior de agências bancárias

O Procon Municipal de Itaquaquecetuba notificou a gerência das agências bancárias da cidade, na última terça-feira (23). Isso aconteceu depois de o órgão receber várias reclamações dos munícipes referentes a aglomerações no interior dos bancos, sobretudo neste período de isolamento social por conta do novo coronavírus.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Órgão de defesa do consumidor encaminhou notificações às gerências dos bancos da cidade

Por Lailson Nascimento / Foto: Bruno Arib

O Procon Municipal de Itaquaquecetuba notificou a gerência das agências bancárias da cidade, na última terça-feira (23). Isso aconteceu depois de o órgão receber várias reclamações dos munícipes referentes a aglomerações no interior dos bancos, sobretudo neste período de isolamento social por conta do novo coronavírus.

Todas as agências receberam as devidas orientações para que os clientes não permaneçam em grandes números, observando dessa maneira o distanciamento social, além da disposição de álcool em gel para os frequentadores dos bancos.

Essa ação realizada pelo Procon da cidade faz parte de um cronograma cujo objetivo é uma ação pedagógica, ou seja, orientar aos bancários qual é a forma correta para realizar o atendimento dos correntistas bem como outros usuários do expediente bancário.

O secretário municipal de Governo, Marcello Barbosa, disse que as ações são importantes para trazer mais segurança aos munícipes e fazer cumprir a legislação em vigor.

“As leis precisam ser cumpridas e o Procon vai orientar, fiscalizar e cobrar que todos os bancos estejam dentro dos parâmetros solicitados, com isso, o consumidor estará mais protegido ao dirigir-se à agência. Precisamos conter a disseminação do vírus com o uso de álcool em gel, máscara e distanciamento social”, explicou.

OAB Parabeniza

Informado pela reportagem da GAZETA a respeito das ações do Procon, o advogado e presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da subseção da OAB de Itaquaquecetuba, Itamar Alves, disse que a entidade já vinha atuando para buscar uma solução para as superlotações nas agências bancárias.

“Desde o ano passado a OAB vem cobrando, junto a todos os bancos de Itaquá, que melhorassem o atendimento. Inclusive solicitou aos bancos que fosse marcada uma reunião para solucionar essa questão. Entretanto, até então não tivemos resposta. O próximo passo seria encaminhar o caso ao MP-SP [Ministério Público do Estado de São Paulo] e ao MPF [Ministério Público Federal]”, apontou.

Diante da iniciativa do Procon, o presidente da subseção da OAB, Jairo Saturnino, parabenizou a ação e ponderou que o trabalho não deve ficar restrito aos bancos, mas ser praticado contra preços abusivos nos comércios, nos postos de combustíveis, entre outras coisas.

“Em relação aos bancos, eles desrespeitam a população de Itaquá, reduzindo o número de funcionários e deixando a população em uma fila gigantesca, principalmente aquelas pessoas que têm o direito à preferência, como gestantes, idosos e deficientes. Pouco importa a qualidade do atendimento, e aí é que entra o Procon, para cobrar a qualidade do atendimento, para defender a população”, concluiu.

VEJA MAIS:

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade