Prefeitura e Câmara buscam saída para o impasse sobre os salários dos servidores

A Prefeitura de Salesópolis busca, junto à Câmara Municipal, uma alternativa para resolver o impasse que envolve os salários dos servidores municipais.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Justiça complica trabalhadores

Por Lailson Nascimento / Foto: Bruno Arib

A Prefeitura de Salesópolis busca, junto à Câmara Municipal, uma alternativa para resolver o impasse que envolve os salários dos servidores municipais.

Assim como vem ocorrendo em diversos municípios do Estado de São Paulo, a https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistração municipal é acusada de pagar vantagens indevidas para os funcionários públicos, com os gastos chegando a R$ 2 milhões por ano.

De acordo com a decisão judicial a qual a GAZETA teve acesso, a Justiça declarou inconstitucional a Lei Complementar n. 01, de 30 de junho de 1992. Na prática, o Poder Judiciário entende que o município não pode seguir pagando “vantagem pecuniária a todos os servidores que concluam curso de 2° grau, seja profissionalizante ou não, bem como àqueles que concluam curso de nível superior, o adicional de 10% ou 20%, respectivamente, sobre o salário base.”

A gestão de Vanderlon Gomes (PL), que chegou a recorrer de decisão anterior para manter o pagamento do adicional de qualificação, não teve mais alternativas a não ser acatar a decisão. Agora, Executivo e Legislativo trabalham para encontrar solução para o caso.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Uma resposta

  1. Sou a Talita Da Silva, gostei muito do seu artigo tem muito
    conteúdo de valor parabéns nota 10 gostei muito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade