Polícia Civil prende mulher suspeita de matar atendente de telemarketing em Itaquá

Após um intenso trabalho de investigação a equipe liderada pelo delegado Rubens José Angelo, do SHPP (Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa), em Mogi das Cruzes, conseguiu prender a suspeita pela morte da atendente de telemarketing Sandra Santos Castilho, 22 anos, brutalmente assassinada, na Vila Terra Prometida, em Itaquaquecetuba.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Crime ocorreu há pouco mais de um ano e chocou a cidade pela brutalidade contra a vítima

Por Aristides Barros / Foto: Bruno Arib

Após um intenso trabalho de investigação a equipe liderada pelo delegado Rubens José Angelo, do SHPP (Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa), em Mogi das Cruzes, conseguiu prender a suspeita pela morte da atendente de telemarketing Sandra Santos Castilho, 22 anos, brutalmente assassinada, na Vila Terra Prometida, em Itaquaquecetuba.

O crime ocorreu em março do ano passado e a promotora de vendas Diane de Abreu Santos, 34 anos, foi presa em Santa Catarina, numa ação conjunta entre os policiais do Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes e a polícia catarinense.

Antes de ir para o sul do país, Diane ficou algum tempo no Rio de Janeiro. Mas, as andanças e continuas trocas de endereços não impediram a polícia de chegar a ela, que foi trazida de Santa Catarina para responder pelo crime em Mogi das Cruzes.

Diane já estava com a prisão temporária decretada e o delegado antecipou que iria pedir a prisão preventiva. Atualmente ela está presa na Cadeia Pública de Itaquaquecetuba.

A chegada de Diane no Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes, na noite de terça-feira-25, misturou os sentimentos dos familiares de Sandra em alívio e revolta. Os parentes da vítima ao serem avisados da prisão foram à delegacia para ficar frente a frente com a mulher que destroçou a família.

O pai de Sandra, o motorista Sandro de Oliveira Castilho, 43 anos, a irmã Jessica Santos Castilho, 20 anos e a tia Vanessa Castilho de Matos, 41 anos, ficaram abalados ao rever Diane que mantinha um relacionamento amoroso com Sandra e esse, segundo a polícia, teria sido o motivo do crime. Porque a atendente de telemarketing iniciou novo relacionamento com outra mulher.

Na delegacia a suspeita negou a autoria do crime, mas o delegado Rubens José Angelo, é categórico em afirmar que são fortes os indícios contra ela.    

Vitima ficou desaparecida 10 dias e foi encontrada morta em uma construção abandonada

Em 20 de março do ano passado era noticiado o desaparecimento da atendente de telemarketing e no dia 30 de março Sandra foi encontrada morta em galpão abandonado no Vila Terra Prometida. O corpo em adiantado estado de decomposição estava irreconhecível e a tia Vanessa soube que era a sobrinha por ver um piercing que ela usava no nariz.

Vanessa fez um relato assombroso ao dizer que a suspeita pelo crime dormiu três noites em sua casa. A companhia seria para “confortar” a tia de Sandra que ainda alimentava esperanças de encontrar a sobrinha ainda com vida. Vanessa passou a suspeitar de Diane quando ela se recusou a participar mais efetivamente da busca por Sandra.

Agora com o caso esclarecido a família espera que a suspeita assuma ter cometido a atrocidade contra a atendente de telemarketing e fique longos anos atrás das grades.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade