Mais um caso de disparo “acidental” de PM deixa um homem ferido em Guararema

Uma simples abordagem resultou no ferimento grave de Joel Gonçalves, 43 anos, que sofreu um tiro que teria sido disparado acidentalmente pelo sargento Isael Pereira dos Reis. O caso aconteceu terça-feira (25), em Guararema e a vítima foi socorrida para a Santa Casa de Mogi das Cruzes e depois transferida para o Hospital Luzia de Pinho Melo, onde passou por uma cirurgia.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Há pouco mais de um mês, em Mogi, um jovem morreu com um tiro acidental certeiro na cabeça disparado por um PM  

Por Aristides Barros / Foto: Bruno Arib 

Uma simples abordagem resultou no ferimento grave de Joel Gonçalves, 43 anos, que sofreu um tiro que teria sido disparado acidentalmente pelo sargento Isael Pereira dos Reis. O caso aconteceu terça-feira (25), em Guararema e a vítima foi socorrida para a Santa Casa de Mogi das Cruzes e depois transferida para o Hospital Luzia de Pinho Melo, onde passou por uma cirurgia.

A abordagem a Gonçalves foi na rua 19 de setembro, centro de Guararema. O caso foi registrado na Delegacia da cidade como lesão corporal decorrente de oposição à intervenção policial. No Boletim de Ocorrência, consta a informação de que o policial militar investigado sargento Isael Pereira dos Reis não compareceu à delegacia.

O delegado titular de Guararema Ricardo Glória conseguiu informações por meio de uma policial militar. O detalhe é que a ocorrência não foi apresentada na delegacia. Outra informação deu conta de que a tenente-coronel Patrícia Renesto, comandante do 17º BPM/M, se baseou na resolução 40, de 25 de março de 2015, da SSP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) que prevê a ocorrência sendo registrada pela Polícia Militar.

Ao delegado foi informado que o sargento desceu da viatura quando teria ocorrido o disparo acidental. A bala atravessou o corpo da vítima, entrando pela barriga e saindo pelas costas. Ainda de acordo com informações Gonçalves já teve problemas com a Justiça.

Por falta de informações precisas da Polícia Militar, o chefe da Polícia Civil de Guararema seguiu para Mogi das Cruzes na tentativa de obter mais informações da vítima na Santa Casa de Mogi, mas o estado de saúde grave de Gonçalves impossibilitou o intento do delegado. O sargento Isael Pereira dos Reis, atua na 3ª Companhia, do 17º BPM/M.

Em Mogi tiro acidental de PM matou um jovem e o caso é investigado pelo Setor de Homicídios

O ocorrido com Gonçalves, em Guararema é quase uma réplica do ocorrido há pouco mais de um mês, em Mogi das Cruzes, com o desempregado Jhonatan Ribeiro Brito Lima, 19 anos. Porém com o jovem a situação foi letal. Ele morreu no dia 10 de abril com um tiro na nuca disparado, não intencionalmente, pelo subtenente Antoine Florido, 43 anos. 

O caso de Jhonatan está sendo investigado pelo Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes e, de acordo com o delegado Rubens José Angelo, a apuração está bem adiantada. 

VEJA MAIS

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade