Mais de 5,5 mil pessoas deixaram de tomar a 2°dose da vacina contra a Covid no Alto Tietê

A primeira dose da vacina contra Covid-19 aplicada no Alto Tietê foi em 20 de janeiro deste ano. De lá para cá, já foram aplicadas mais de 380 mil doses. Dois imunizantes de farmacêuticas diferentes estão sendo aplicados nas cidades da região, a CoronaVac e a vacina da AstraZeneca, e ambas precisam de duas doses para fazerem efeito. Mesmo assim, levantamento da GAZETA mostra que ao menos 5,5 mil pessoas deixaram de tomar a segunda dose das vacinas.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

As duas vacinas que estão sendo aplicadas na região precisam de duas para se tornar eficaz

Por Giovanna Figueiredo / Foto: Bruno Arib

A primeira dose da vacina contra Covid-19 aplicada no Alto Tietê foi em 20 de janeiro deste ano. De lá para cá, já foram aplicadas mais de 380 mil doses. Dois imunizantes de farmacêuticas diferentes estão sendo aplicados nas cidades da região, a CoronaVac e a vacina da AstraZeneca, e ambas precisam de duas doses para fazerem efeito. Mesmo assim, levantamento da GAZETA mostra que ao menos 5,5 mil pessoas deixaram de tomar a segunda dose das vacinas.

A reportagem solicitou às Secretarias de Saúde da região o número de pessoas que tomaram a primeira dose de um dos imunizantes e já deveriam ter tomado a segunda dose, mas ainda não tomaram, portanto, são considerados abstenções. Arujá, Biritiba Mirim, Poá, Salesópolis e Santa Isabel não forneceram as informações até o momento.

Guararema pode ser considerada um modelo, pois, segundo a Secretaria de Saúde do município, não houve nenhuma abstenção.

Mogi tem desenvolvido um trabalho de busca ativa, para que ninguém deixe de ser completamente imunizado. De acordo a Saúde do município, no início do mês eram cerca de 1,4 mil que já deveriam, mas ainda não haviam tomado a segunda dose.

“Esse número tem oscilado bastante e pode não corresponder ao dado real. No início do mês, a Secretaria Municipal de Saúde entrou em contato com cerca de 1,4 mil pessoas que constavam no sistema como pendentes da aplicação da segunda dose. As unidades de saúde também ligam para os seus pacientes com base nas listagens e datas da primeira dose para lembrá-los dos prazos para aplicação da segunda dose, promovendo, desta forma, uma busca ativa dos paciente”, destacou a Pasta.

Itaquaquecetuba tem cerca de 2,3 mil pessoas nesta situação, e o município também tem feito uma busca ativa para que as pessoas sejam complemente Imunizadas. Em Suzano, 1276 pessoas se abstiveram de tomar a segunda dose. Já em Ferraz foram 547 pessoas.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade