Gestão Caio Cunha já concluiu 26% de programa de recuperação de vias em Mogi

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

O investimento da prefeitura nos trabalhos é de aproximadamente R$ 24,5 milhões

Da Redação / Foto: Divulgação PMMC

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Mogi das Cruzes está dando continuidade ao programa de recapeamento de vias da cidade, iniciado no mês de fevereiro. Até o momento, dez vias públicas, de um total de 41 previstas no pacote, já estão com os serviços 100% finalizados. Isto é, além da substituição da capa asfáltica, as vias também receberam sinalização de solo, serviços de limpeza e foram devidamente entregues à comunidade. As obras estão dentro do prazo e dos custos inicialmente previstos. 

As ruas que estão com o trabalho 100% finalizado são: Avenida Doutor Cândido Xavier de Almeida e Souza (Centro Cívico), Ruas Matathias Nogueira Novaes e Vereador Benedicto de Oliveira Flores (Jardim Esperança), Avenida Felipe Sawaya e Rua Manjar Celeste (Botujuru), Ruas Francisco Martinez Casanova e João Assi (Jardim Santa Tereza), Avenida Edith Inácia da Silva (antiga Avenida dos Bandeirantes), Rua Suiguetoshi Suzuki e Avenida Paulista (Vila Paulista).

Os trabalhos se concentram neste momento na Rua Odilon Afonso, na Vila Cintra, e na Rua Kazumo Sumizono, no Jardim Santa Tereza. Com isso, o cronograma, que deve se estender pelo menos até o final deste ano, está com 26% de conclusão, passados quase dois meses de trabalhos.

Serão cerca de 30 bairros da cidade atendidos pelo trabalho como um todo. Podem ser citados Jardim Esperança, Vila Rachel, Mogi Moderno, Jardim Santa Tereza, Vila Cintra, Jundiapeba, Vila Natal, Vila Nova União, Vila Cléo, Vila da Prata, Oropó, Vila Paulista, Jardim Rodeio, Cezar de Souza, Socorro, Vila Nova Mogilar, Alto do Ipiranga, Vila Rubens, Vila Lavínia, Vila Industrial e Botujuru.

O programa atenderá 34,9 quilômetros de extensão de vias, abrangendo uma área total de 313,5 mil metros quadrados. O investimento da prefeitura nos trabalhos é de aproximadamente R$ 24,5 milhões e os recursos provêm de um financiamento junto ao Banco do Brasil. 

Vale destacar que os trabalhos são feitos numa parceria entre a Secretaria de Serviços Urbanos e demais Pastas, bem como empresas envolvidas, como Transportes, Semae e também Comgás. O objetivo é criar sinergia entre a atuação de todos, otimizando o serviço e garantindo maior durabilidade ao asfalto novo.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade