Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Fumaça expelida pela Suzano é motivo de muita reclamação

‘Complicado para respirar’, forte odor impede que moradores de região próxima à fábrica abram suas janelas
Emissão de gases da atividade industrial pode causar danos à saúde e ao meio ambiente
Emissão de gases da atividade industrial pode causar danos à saúde e ao meio ambiente - Foto: Bruno Arib / Arquivo GAZETA

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Com 100 anos de atuação, a empresa Suzano Papel e Celulose garante em suas publicações oficiais o seu compromisso de plantar um futuro melhor para o planeta e para as pessoas, trabalhando na construção de um mundo que seja mais limpo. Entretanto, a GAZETA recebeu reclamações de populares relatando os impactos que a fumaça expelida com forte odor na unidade em Suzano traz ao meio ambiente e à saúde.

Uma dessas pessoas, que prefere não ser identificada, conta que trabalha na cidade de Suzano e, assim que chega para trabalhar, precisa tomar remédio para controlar a rinite causada pelo forte odor da fumaça.

“Eu tenho rinite e sinusite, então, é bem complicado para respirar. Quando eu chego em Suzano, o cheiro é muito forte, ao ponto de atacar minha rinite, então, eu tenho que tomar antialérgico para passar. Isso não parece que é cuidar do meio ambiente. Você vê a fumaceira preta e é impossível que aquilo seja uma fumaça de boa qualidade”, relatou ela.

Outra moradora de Mogi das Cruzes, que também prefere não ser identificada, relata que morou próximo ao Spani Atacadista, há cerca de cinco quilômetros de distância da empresa e, ainda assim, enfrentava dificuldades. “O cheiro era muito forte, mesmo estando longe da fábrica. A gente tinha que manter a casa toda fechada e, quem tem rinite, como é o meu caso, era pior ainda”, disse.

Não apenas em Suzano

De acordo com reclamações postadas no site Reclame Aqui, este problema não acontece apenas na unidade de Suzano, mas também em Americana, Limeira e Jacareí, onde, inclusive, há registros de sintomas como náuseas e vômitos frequentes.

“A Suzano parece não se preocupar com os moradores de Americana, liberam todo dia um cheiro insuportável na cidade. Muitas pessoas (estão) reclamando que o forte odor causa dor de cabeça, alergias respiratórias, irritação nos olhos, dentre outros males. Muita gente liga na empresa para reclamar da situação, mas a Suzano nada faz para mudar esse cenário de poluição e fedor”, contou um morador no site.

Prejuízos à saúde

De acordo com a médica Emily Tibães, clínica-geral, a exposição à fumaça pode ser prejudicial à saúde da população.

“Com a exposição frequente e prolongada, pode-se desenvolver câncer de pulmão, asma, doença pulmonar, além de afetar o desenvolvimento fetal, contribuindo, de forma semelhante ao tabaco, para o prejuízo da população local. Sintomas como dispneia, disfunção das cordas vocais, sibilância e até parada cardiorrespiratória podem ocorrer, com destaque em populações de alto risco: crianças, idosos, portadores de doenças crônicas e gestantes”, explica.

O que diz a Suzano

A empresa esclarece que não há qualquer anormalidade na operação e ressalta que a fábrica opera em regime estável, sem variações de ritmo de produção ao longo do dia ou da noite. E reforça que as emissões resultantes do processo de fabricação de celulose e papel não provocam “danos à saúde”.

Todas as operações da companhia são devidamente licenciadas e outorgadas pelos órgãos da administração pública competentes e estão em constante monitoramento e fiscalização pelas autoridades.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade