Ex-administradores de Salesópolis falam das benfeitorias ao município quando lideraram o governo

De 1908 a 2021, Salesópolis já teve 38 prefeitos, que de acordo com o período político da época chegavam ao poder via eleições indiretas e nomeações, até a chegada das eleições diretas, como as atuais que colocaram Vanderlon Gomes (PL), e seus antecessores, na chefia do executivo salesopolense.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Eles citam as principais ações feitas por eles na condução do cargo máximo da prefeitura

Por Aristides Barros / Fotos: Bruno Arib e Divulgação

De 1908 a 2021, Salesópolis já teve 38 prefeitos, que de acordo com o período político da época chegavam ao poder via eleições indiretas e nomeações, até a chegada das eleições diretas, como as atuais que colocaram Vanderlon Gomes (PL), e seus antecessores, na chefia do executivo salesopolense.

O jornal pediu aos remanescentes de Vanderlon que eles apontassem o legado deixado ao município, adiantando a cada que um elencasse apenas o trabalho que acreditam ter levado os seus mandatos a ficarem marcados na história da cidade e na mente dos salesopolenses.

A GAZETA falou com Francisco Rodrigues Corrêa (PTB), o Quico, José Francisco Citrângulo, o Nego, Antônio Adilson Rodrigues, o Bolinha, e Benedito Rafael da Silva. A entrevista com o atual prefeito está nesta edição (pág.13).

Nego governou o município de 1993 a 1996. No seu mandato houve a Instalação do Parque da Nascente do Tietê, a criação do Parque do Pinheirinho e a da Festa do Eucalipto, que por quatro anos foi referência na região.

“Mas eu me orgulho mesmo pelo que fiz para os mais carentes, pelo nosso trabalho nas áreas de educação e saúde. Nunca tive uma conta rejeitada e nem respondi a qualquer processo por improbidade. Qualquer um de meus assessores poderia, por suas capacidades e conhecimentos, serem prefeitos. Eu tinha uma equipe preparada, capaz e honesta, realizamos um trabalho que honra a todos nós e ao povo. Tive a felicidade de contar com o auxílio de uma Câmara de vereadores que deixou saudades”, lembrou.

Quico https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistrou Salesópolis de 2001 a 2004. “No meu mandato consegui a atenção do governador Geraldo Alckmin para transformar Salesópolis em estância turística”, disse. A Lei nº 10.769, de 19/02/2001 concretizou o sonho dos salesopolenses de ver a conquista da cidade.

“Estava em casa quando recebi a ligação do governador Alckmin às 21 horas do dia 18 de fevereiro dando a tão esperada notícia da elevação de Salesópolis à estância turística”, concluiu.

Bolinha, que foi prefeito de 2009 a 2012, afirma que o trabalho desenvolvido na área da saúde foi o marco de sua gestão. E destacou que pela amplitude no atendimento, chegava a atender até pessoas de outros municípios, que buscavam socorro nas unidades de saúde salesopolenses, sem deixar de atender com presteza e qualidade a população da cidade.

Benedito Rafael da Silva foi prefeito de Salesópolis em dois mandatos (2005 a 2008 / 2013 a 2016). O seu segundo mandato foi marcado pela aprovação, em 2015, da Lei Específica (Lei de Proteção dos Mananciais), que deu novo desenho à cidade, garantido a regularização de imóveis erguidos em áreas consideradas então protegidas por leis ambientais, que foram retiradas desse contexto. Bairros inteiros foram beneficiados e seus moradores alcançaram a legitimação de suas posses. O próprio Rafael considerou a aprovação da Lei Especifica como a segunda emancipação de Salesópolis pela série de avanços que ela provocou na área social do município.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade