Chega hoje a segunda dose da vacina para trabalhadores da saúde do Alto Tietê

Passados 20 dias da chegada das primeiras doses de vacina à região, hoje (09) as cidades recebem a remessa destinada à segunda dose para os trabalhadores da saúde e idosos institucionalizados, bem como para a continuidade da campanha dos idosos.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Chega hoje a segunda dose da vacina para trabalhadores da saúde do Alto Tietê

Da Redação / Foto: Bruno Arib

Passados 20 dias da chegada das primeiras doses de vacina à região, hoje (09) as cidades recebem a remessa destinada à segunda dose para os trabalhadores da saúde e idosos institucionalizados, bem como para a continuidade da campanha dos idosos.

O novo lote enviado aos municípios da região do Alto Tietê contém 20.605 doses de CoronaVac, das quais 14.905 serão utilizadas como segunda aplicação para o primeiro grupo já vacinado. O restante, 5.700 doses, será destinado para iniciar a imunização dos idosos entre 85 e 89 anos. Oficialmente, a vacinação desse novo grupo inicia na próxima segunda-feira na maioria das cidades –  Ferraz de Vasconcelos começou a atender este público ontem (08).

A coordenadora da Câmara Técnica de Saúde do Condemat (Consórcio dos Munícipios do Alto Tietê), Adriana Martins destacou o alívio com a chegada da segunda dose para o público da primeira etapa.

“Sempre há uma insegurança se o imunizante chegará dentro do tempo necessário e isso vai acontecer. Com este novo lote teremos os primeiros trabalhadores da saúde 100% imunizados com a aplicação de duas doses e à medida que os grupos de vacinados avançam, vamos ficando mais esperançosos e confiantes”, disse Adriana.

Apesar disso, a coordenadora pontuou que o Condemat segue cobrando o Governo do Estado para o envio de mais doses para ampliar a imunização dos trabalhadores da saúde, em especial os profissionais liberais. A região estima um déficit de 25% na quantidade de vacinas para este público.

“A maioria dos municípios começou a imunizar o grupo de idosos sem que a etapa de trabalhadores da saúde fosse totalmente concluída. Precisamos de mais doses para garantir 100% de cobertura vacinal deste público que presta um serviço essencial e está em contato direto com o vírus no exercício de suas funções”, destacou.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade