Carreata percorre as ruas de Mogi pedindo pela volta do funcionamentos dos comércios aos fins de semana

“Essa conta não é nossa”. Esse o lema da manifestação carreata contra as restrições de abertura dos comércios impostas pelo Plano São Paulo que percorre diversas ruas de Mogi das Cruzes, na manhã de hoje (28). O movimento é organizado por donos de bares, lanchonetes, restaurantes, academia e outros setores afetados pelas mudanças na restrição da quarentena.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

A manifestação é contra a reclassificação do Plano SP anunciada na semana passada pelo Governo do Estado

Por Giovanna Figueiredo / Fotos: Bruno Arib

“Essa conta não é nossa”. Esse o lema da manifestação carreata contra as restrições de abertura dos comércios impostas pelo Plano São Paulo que percorre diversas ruas de Mogi das Cruzes, na manhã de hoje (28). O movimento é organizado por donos de bares, lanchonetes, restaurantes, academia e outros setores afetados pelas mudanças na restrição da quarentena.

Na semana passada, o Governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB) anunciou uma reclassificação do Plano São Paulo. O Alto Tietê regrediu para a fase laranja que permite a abertura de comércios não essências até às 20h, no entanto, aos fins de semana, todo Estado entra na fase vermelha, que é a mais restritiva, e só permite a abertura de comércios essenciais (mercados, farmácias e etc). A decisão começou a valer na segunda-feira (25).

A concentração dos manifestantes foi na Avenida Cívica, posteriormente eles saíram para um buzinaço pelas ruas da cidade. Agentes de trânsito e a Polícia Militar deram apoio para a ação.

Em suas redes socais o prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha (PODE), se posicionou contra a reclassificação do Plano São Paulo.

“Proponho que o Governo reveja o fechamento do comércio. Não há coerência nisso”, destacou.

A expectativa é que os manifestantes fossem recebidos por Caio na Prefeitura.

Dezenas de veículos participam do ato e a maioria deles tem estão adesivados com os seguintes dizeres: “Essa conta não é nossa, #NãoNosConfundam. Queremos trabalhar”. O número oficial de participantes ainda não foi divulgado pelos organizadores e nem pela PM.

Insatisfeitos

Os comerciantes mogianos tem demonstrado insatisfação com o Governo do Estado. Na quinta-feira (21) representantes de concessionárias, foram as ruas protestar contra o aumento ICMS (Impostos Sobre Mercadorias e Serviços), na ocasião, participaram cerca de 100 veículos.

VEJA MAIS:

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade