‘Cada um deixa uma parte de si na história de Salesópolis’, diz presidente da Câmara

Para representar a causa feminina na política, nada melhor do que alguém que conheça a história da participação de mulheres no exercício de funções públicas. Nesse contexto, a presidente da Câmara Municipal de Salesópolis, Bruna Lourenço (PL), esbanja conhecimento sobre o Legislativo. Licenciada do cargo em função da maternidade – sua filha nasceu no dia 22 de janeiro -, a parlamentar conversou com a GAZETA sobre o início do trabalho.

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

‘Cada um deixa uma parte de si na história de Salesópolis’, diz presidente da Câmara

Por Lailson Nascimento / Foto: Divulgação

Para representar a causa feminina na política, nada melhor do que alguém que conheça a história da participação de mulheres no exercício de funções públicas. Nesse contexto, a presidente da Câmara Municipal de Salesópolis, Bruna Lourenço (PL), esbanja conhecimento sobre o Legislativo. Licenciada do cargo em função da maternidade – sua filha nasceu no dia 22 de janeiro -, a parlamentar conversou com a GAZETA sobre o início do trabalho.

Confira os principais trechos da entrevista:

Gazeta Regional (GR): A senhora é uma das únicas mulheres de Salesópolis a assumir a presidência da Câmara. Quais metas têm para beneficiar o público feminino, diante da dimensão do cargo?

Bruna Lourenço: Aproveito a pergunta para agradecer a todos que confiaram em mim e que acreditam no meu trabalho. Graças aos meus 467 votos fui a primeira mulher a presidir uma Sessão Solene de Posse, tal papel é assumido pelo vereador mais votado. Sou ainda a primeira mulher a assumir a presidência da Câmara. A representatividade feminina na Câmara do nosso município iniciou-se em 1983 com a vereadora D. Ana Maria Enei Pereira, conhecida como Profª Anita. Em 2005 foi eleita a Profª Deise (in memoriam), depois vieram as nobres colegas Claudia De Paula, Dra Sandra e a Debora. Acredito que a ocupação desses cargos inspira outras mulheres a se engajarem na política, seja ela partidária ou do seu bairro.

GR: A gestação ‘adiou’ o início do seu trabalho, de fato. Quando a senhora deve retornar à Casa de Leis e qual a expectativa para que isso ocorra?

Bruna: Iniciei meu mandato assumindo a presidência da Câmara. Trabalhei até o dia 21/01/21 e minha filha nasceu dia 22/01/21. Durante esses dias de trabalho tratei de toda parte https://portalgazetaregional.com.br/wp-content/uploads/2023/06/ed440.pngistrativa e de gestão da Câmara, como renovação de contratos, licitações, bem como participei de reuniões como a do Condemat [Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê] e de cursos ministrados pelo Tribunal de Contas. Durante minha licença venho realizando cursos para aprimorar meus conhecimentos e procuro manter sempre contato com meus colegas para me manter atualizada dos assuntos da Câmara. Ainda não tenho a previsão de retorno, uma vez que dependerá muito da minha recuperação e do desenvolvimento da minha filha, mas como adiantei, estou me mantendo informada e atualizada dos assuntos, fazendo assim com que o retorno se dê de uma forma muito tranquila.

GR: Salesópolis tem, dentre os seus desafios, a economia. A senhora tem projetos para atuar nesse sentido?

Bruna: Acredito que a economia do município é um ponto muito importante e que merece uma atenção especial. Acredito muito no desenvolvimento econômico de Salesópolis e acredito que podemos alavancar nossa economia de forma sustentável respeitando a lei de mananciais de nosso município. Alguns projetos estão a caminho e acredito que podem nos dar um rumo de desenvolvimento econômico a médio e longo prazo.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade