Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Começa o Congresso da EAACI em Valência, Espanha

Medicina de precisão, imunoterapia e inteligência artificial (IA) são os tópicos principais

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

VALENCIA, Espanha, June 02, 2024 (GLOBE NEWSWIRE) — Começou o Congresso Internacional da EAACI com o slogan “Revolucionando o atendimento ao paciente usando o poder da ciência de dados”. Nos próximos quatro dias, os especialistas discutirão os últimos avanços obtidos nessa área de grande impacto. As alergias, que representam um importante problema de saúde pública, abrangem uma série de condições.

A alergia medicamentosa é uma reação adversa grave que pode trazer sérias consequências. “Os antibióticos, especialmente a penicilina e seus derivados, são os medicamentos que mais provocam reações alérgicas”, diz Maria Jose Torres, Secretária Geral da EAACI. “AINEs, meios de contraste radiológicos e quimioterápicos também são responsáveis por uma parcela significativa das reações”, explica.

A asma, principalmente quando associadaàobesidade, tem um impacto considerável na qualidade de vida se não for controlada adequadamente. “Essas duas condições de saúde prevalentes afetam consideravelmente a qualidade de vida das pessoas”, ressalta André Moreira, copresidente do Programa Científico do Congresso.

Outro tópico importante é o progresso alcançado no tratamento de alergias. Como explica Stefano Del Giacco, presidente da EAACI, “no campo da medicina de precisão, a identificação de variantes genéticas associadasàmaior suscetibilidade a alergias e o uso de biomarcadores específicos aprimoraram o gerenciamento de alguns tipos de alergias, permitindo o desenvolvimento de tratamentos mais personalizados”.

“Estamos alcançando excelentes resultados no tratamento da rinite alérgica e da asma com imunoterapia”, diz Mübeccel Akdis, copresidente do Programa Científico do Congresso. “Isso também se aplica a alergias alimentares, com terapia oral ou customização de vacinas com base no perfil imunológico do paciente.”

O Big Data em Alergologia “permite a coleta e a análise de grandes volumes de dados clínicos, genéticos e ambientais, que são utilizados na identificação dos fatores de risco e dos padrões de alergia”, observa Mohamed Shamji, vice-presidente do Congresso da EAACI. A IA aprimora o diagnóstico das alergias usando a análise avançada de dados clínicos e desempenha um papel crucial no desenvolvimento de novos tratamentos, ao identificar alvos terapêuticos e otimizar moléculas. “Estamos em um período de grandes e promissores avanços, embora com alguns desafios”, conclui Shamji.

Contato com a imprensa EAACI
+41 44 205 55 33
communications@eaaci.org

Uma foto que acompanha este anúncio está disponível em https://www.globenewswire.com/NewsRoom/AttachmentNg/a7b50aa2-2473-4832-9ed0-73a70d86d865



GLOBENEWSWIRE (Distribution ID 1000964184)

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp
dino
Reportagens - 6239
Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade