Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Brasileiros devem ser maioria na temporada de neve no Chile

País muito procurado pelos brasileiros, principalmente no inverno, fez diversas melhorias para receber os turistas e espera receber quase 500 mil pessoas na temporada
Brasileiros devem ser maioria na temporada de neve no Chile
Brasileiros devem ser maioria na temporada de neve no Chile

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

O Chile espera ter uma das maiores movimentações de turistas brasileiros em 2024, com a expectativa de aumentar o número da temporada de 2023 e chegar perto dos 500 mil viajantes, segundo dados da Embratur. Embora os brasileiros procurem o país o ano inteiro, a grande maioria deve visitar a região entre o Pacífico e a Cordilheira dos Andes nos próximos meses, durante o inverno.

Para quem vive o turismo no Chile e se prepara para os meses de alta temporada, a expectativa é de um 2024 com várias novidades para quem visita o país. Especialista em turismo para brasileiros no país, Lucas Carvalho destaca que o governo chileno tem se preparado e feito várias melhorias no aeroporto da capital, Santiago, e também nas estradas que ligam os principais destinos turísticos.

“A temporada de neve no Chile é muito querida pelos brasileiros, é o lugar mais econômico para ver a neve e o lugar com mais opções diferentes também. Temos essas condições e também a questão de já termos passado pela pandemia e tudo que o que aconteceu, foi uma gaveta em que o sonho de muitos viajarem para o Chile ficou guardado e, agora em 2024, vão poder realizar”, destaca Carvalho, que em 2019 fundou a agência Lucas Carvalho Turismo com o intuito de atender os brasileiros que vão para o Chile e, desde então, soma mais de 15 mil viajantes.

Entre os destaques para a temporada de neve no Chile em 2024, Lucas Carvalho destacou as principais tendências da estação.

– Estações de ski renovadas

Além das melhorias feitas nas estradas pelo governo chileno, as próprias estações de ski no alto da Cordilheira dos Andes fizeram mudanças para 2024. “Várias trocaram teleféricos, portais de entrada, bilheterias, estrutura e acesso, dando também novas facilidades na hora da compra pelos turistas. Seja para quem quer andar de ski ou apenas curtir a neve”, explica Carvalho.

– Muito além da neve

No inverno, Lucas Carvalho destaca que 99% dos pacotes vendidos aos turistas brasileiros envolvem ao menos algum passeio para as Cordilheiras dos Andes. Saindo de Santiago, os passeios mais tradicionais envolvem Vale Nevado, parque de Farellones, Portillo e Cajon del Maipo.

No entanto, não é só de neve e montanha que vive o turismo no Chile. Conforme o especialista, os viajantes brasileiros têm se interessado muito pelas vinícolas chilenas, responsáveis por uma das maiores produções de vinho do mundo, e que também possuem um ótimo preço para quem deseja trazer algumas garrafas na mala. Existem também passeios para safáris e roteiros de um dia pelas cidades mais famosas na orla do oceano Pacífico, como Valparaíso, Viña del Mar e Isla Negra.

– Atacama também no inverno

O deserto mais seco do mundo, e também um dos mais famosos, também é um dos queridinhos pelos turistas brasileiros. O inverno acaba sendo um período de menor movimento, o que também torna a região uma boa opção.

“É um destino incrível, temos um portfólio com mais de 15 opções diferentes de atividades para fazer no Atacama, e também é muito requisitado pelo brasileiro durante a temporada de inverno”, destaca Carvalho.

– Os melhores meses para a neve

Para quem deseja mesmo curtir a neve na Cordilheira dos Andes, a temporada de inverno é garantia de muita diversão e cenários lindos. A temporada inicia oficialmente no dia 21 de junho, mas a garantia de ver neve nas montanhas é mesmo nos meses de julho e agosto, embora a temporada vá até 21 de setembro. Antes ou depois do auge da temporada o turista pode encontrar neve, mas vai correr riscos. Por outro lado, vai encontrar hoteis e passagens mais baratas.

“Ano passado, por exemplo, a gente teve neve aqui até o final de outubro. Então a gente conseguiu levar turistas para esquiar até o mês de outubro. Dia 15 de outubro foi quando fechou o Valle Nevado e as atividades de esporte, de ski e snowboard. Mas a neve na Cordilheira dos Andes durou até o final de outubro. Inclusive, ano passado foi atípico, pois em novembro a gente teve uma nevasca de 17 centímetros caindo na montanha. Então os turistas que vieram mais tarde deram sorte, mas não recomendo levar isso em consideração na hora de programar a viagem”, explica o especialista Lucas Carvalho.

 

Sobre a Lucas Carvalho Turismo

Fundada em 2019 como Lucas Carvalho Chile, a agência nascida em Santiago, capital do Chile, foi criada por brasileiros para brasileiros. Entendendo o interesse cada vez maior de turistas pelas belezas do Chile, a empresa tem como foco atender e mostrar tudo que o país tem de melhor, com atendimento em português e todo o suporte para brasileiros em todo o Chile. Consolidada no Chile com mais de 15 mil clientes, a empresa hoje atua também na Argentina, Peru e Colômbia.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp
dino
Reportagens - 6105
Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade