Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Cipasa tem alta no volume de vendas no primeiro trimestre

Expansão é resultado de novas estratégias adotadas e do aquecimento do mercado de loteamentos urbanizados
Cipasa tem alta no volume de vendas no primeiro trimestre
Cipasa tem alta no volume de vendas no primeiro trimestre

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Com empreendimentos em 23 estados, a Cipasa Urbanismo fechou o primeiro trimestre de 2024 com volume expressivo de vendas. A companhia registrou nos três primeiros do ano R$ 100 milhões em Valor Geral de Vendas (VGV). Esse volume foi atingido três meses antes do que foi negociado em todo o primeiro semestre de 2023. O aumento das vendas é resultado da nova estratégia comercial adotada, com realização de meetings nas cidades onde a empresa está presente, além do aquecimento do mercado de loteamento urbanizados em todas as regiões brasileiras.

De acordo com a Cipasa, é possível observar em 2024 que as vendas acontecem em um volume maior e de forma pulverizada em todos os estados em que ela atua, como Bahia, São Paulo, Mato Grosso e Região Metropolitana de Porto Alegre, mesmo com a tragédia vivida naquele estado.

“Em Canoas e Rio Grande tivemos 70 unidades comercializadas após o desastre natural, sendo que em Canoas tivemos nosso estoque zerado”, afirma Rogério Riquelme, diretor de Vendas da Cipasa Urbanismo.

Ele diz que as negociações fechadas no primeiro trimestre são animadoras e projetam um ano forte para a empresa. “Estamos observando neste ano uma escalada e velocidade de vendas maiores, o que nos permite vislumbrar um dos melhores anos para a empresa”, acrescenta.

Uma das estratégias adotadas pela companhia foi a implantação de meetings comerciais em cidades como Marília (SP), Vitória da Conquista e Camaçari (BA). Isso fez com que a empresa se conectasse mais com corretores, imobiliárias e população locais, estreitando relacionamentos, além de apresentar de forma mais assertiva os produtos.

Em números gerais, as vendas do primeiro trimestre representam uma forte redução nos estoques de produtos da empresa. “Hoje, temos apenas 10% de lotes em estoque na nossa carteira em todos os nossos empreendimentos já lançados e entregues para início de construção”, explica.

Com a redução dos estoques, a companhia já trabalha no desenvolvimento de novos projetos. “Os empreendimentos antigos estão praticamente no final e vamos entrar em uma nova fase de projetos e novos investimentos”, adianta Riquelme. “Estamos com planejamento de pelo menos dois lançamentos para o segundo semestre e outros em fase de estudos e planejamentos para 2025”, conclui.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp
dino
Reportagens - 6744
Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade