Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Inteligência de dados revoluciona o turismo nas cidades

A importância da Inteligência na gestão de dados para impulsionar o turismo nos municípios
Inteligência de dados revoluciona o turismo nas cidades
Inteligência de dados revoluciona o turismo nas cidades

Receba as novidades direto no seu smartphone!

Entre no nosso grupo do Whatsapp e fique sempre atualizado.

Cidades inteligentes, ou “smart cities”, utilizam tecnologia da informação e comunicação (TIC) para melhorar a qualidade dos serviços públicos, otimizar recursos e promover um desenvolvimento sustentável. Essas cidades coletam e analisam dados em tempo real para tomar decisões mais informadas e eficientes. A inteligência de dados desempenha um papel crucial no turismo dessas cidades, permitindo a personalização de experiências, a previsão de fluxos turísticos e a gestão eficaz de infraestruturas, resultando em uma experiência mais satisfatória para os visitantes e um impacto positivo na economia local. 

Nesse contexto, a GovTech Destinos Inteligentes, especializada em inteligência de dados para o turismo, surgiu para atender a crescente demanda dos municípios por uma maior profissionalização da atividade turística, a partir da compreensão que turismo é muito mais que entretenimento e lazer, mas um segmento econômico importante gerador de emprego e renda nas cidades.

Atualmente, a Destinos Inteligentes é parceira da Embratur no Cadastro de Experiências Turísticas – CAÊ, vencedora do prêmio Turistech “Startup em Desenvolvimento” e está presente em mais de 70 cidades nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará e Rio de Janeiro.

O avanço da tecnologia e a proliferação de dispositivos conectados à internet geram um volume de dados sem precedentes, que vão desde informações demográficas até padrões de comportamento e preferências dos turistas, constituem um recurso valioso para os gestores públicos. Ferramentas de análise de dados permitem que essas informações sejam processadas e transformadas em insights para compreender tendências, identificar oportunidades e enfrentar desafios do setor turístico.

“Estamos muito orgulhosos em ter o aplicativo Destinos Inteligentes à disposição dos turistas que vêm até Paraúna, essa ferramenta que coloca todos os nossos locais de ecoturismo ao alcance de todos. Este aplicativo facilita o acesso a informações precisas e atualizadas sobre nossos pontos turísticos. Com essa tecnologia, queremos garantir que todos os visitantes tenham uma experiência segura, aproveitando ao máximo a beleza natural de nossa cidade”, afirmou Paulinho do Luzitana, prefeito de Paraúna (GO).

Em Tomé-Açu (PA), a secretária municipal de Turismo, Andréia Brito Pinto, destaca a importância da ferramenta para o desenvolvimento local. “A Destinos Inteligentes é uma ferramenta que está possibilitando ao público tomeaçuense o conhecimento da oferta turística local e planejamento de ações focadas no perfil do visitante”.

Em Caldas (MG), Harold Fischer Brasil Leal, secretário municipal de Turismo, relata o impacto positivo da tecnologia: “Fazer parte do elenco da Destinos Inteligentes resultou no aumento da notoriedade de Caldas no cenário nacional”.

A gestão inteligente dos dados possibilita um planejamento estratégico mais assertivo. Ao analisar dados de fluxos turísticos, é possível identificar quais são os principais atrativos de uma cidade, quais períodos apresentam maior demanda e quais segmentos de turistas estão mais presentes. Essas informações são vitais para definir ações promocionais e investimentos em infraestruturas que atendam às necessidades dos visitantes.

Alcinópolis (MS) tem aproveitado essa abordagem. Nahur Tito Queiroz de Britto, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, explica: “O aplicativo Destinos Inteligentes além de nos fornecer dados precisos para a gestão do turismo local, também possibilitou que Alcinópolis e suas belezas fossem divulgados para usuários do Aplicativo de todo país. Com o QR Code, o turista encontra facilmente serviços, guias, alimentação e hospedagem na cidade. É um marco para o desenvolvimento do turismo da Capital da Arte Rupestre no Mato Grosso do Sul”.

O uso inteligente de dados permite a personalização da experiência turística. Conhecendo melhor o perfil dos visitantes, os municípios podem desenvolver roteiros e serviços que atendam de forma mais precisa às expectativas e preferências dos turistas. Isso eleva a satisfação do visitante e aumenta a probabilidade de retorno e recomendação.

Grão Mogol (MG) exemplifica essa prática. Italo Mendes, secretário municipal de Turismo e vice-presidente da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (Anseditur), explica: “O turista está cada vez mais conectado, tem escolhido os destinos através da internet, visita os atrativos sempre com celular na mão. Para destinos ‘novos’ como Grão Mogol que têm sido descobertos e cada vez mais visitados, a utilização de tecnologias como a Destinos Inteligentes torna possível levar as informações a um número cada vez maior de turistas, fazendo com que ele descubra novos destinos e, principalmente, transforme a experiência que o turista tem no destino. Muitas vezes o déficit de informações que poderia ocorrer é suprido por plataformas como a Destinos Inteligentes, onde o turista descobre os melhores locais para comer, os bons lugares para visitar, onde dormir, o que fazer, o que comprar com um clique”.

Monitoramento e Avaliação – A gestão baseada em dados facilita o monitoramento e a avaliação contínua das políticas públicas. Por meio de indicadores de desempenho e feedback dos turistas, é possível ajustar rapidamente as estratégias adotadas, garantindo a eficácia das ações e o melhor uso dos recursos públicos. Vinícius Viegas, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA), comenta sobre a participação da Destinos Inteligentes em eventos estratégicos: “A participação da Destinos Inteligentes no ABETA SUMMIT de Grão Mogol teve um destaque significativo, proporcionando uma visão detalhada, estratégica e inovadora de como a tecnologia pode revolucionar a gestão e promoção do turismo do Brasil”.

“A inteligência na gestão de dados é uma premissa para o desenvolvimento de políticas públicas eficazes no setor turístico. Municípios que adotam essa abordagem estão mais bem posicionados para atrair visitantes, promover o desenvolvimento econômico e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. A era dos dados trouxe novas possibilidades para o turismo, e cabe aos gestores públicos aproveitar ao máximo esse potencial”, destaca Rodrigo Raineri, CEO da Destinos Inteligentes. 

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp
dino
Reportagens - 6744
Fique Informado!

Siga a Gazeta

Leia Também

Publicidade